Pipoca Moderna | Construtivismo russo e apresentações
1771
post-template-default,single,single-post,postid-1771,single-format-standard,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Construtivismo russo e apresentações

Tudo em uma apresentação tem que partir de um propósito. Nada deve estar ali à toa, mas sim alinhado a um objetivo. O design, por exemplo, deve ter uma função dentro da sua apresentação. Pra começar, precisamos estabelecer aqui que design não serve só para deixar os seus slides bonitos, mas sim, eficientes. Eles ajudam você a passar a sua mensagem e apoiam suas falas. Sua apresentação não deve depender dos slides, mas deve ser muito mais eficaz com eles. Bom, mas voltando a falar de design, de uma maneira geral, ele nunca serviu apenas como enfeite, ele sempre teve uma função dentro da comunicação, dentro da arquitetura, da arte, etc. Ele sempre teve uma tarefa a cumprir e a partir disso, ganhou forma. Em alguns posts que vou escrever aqui, vamos falar sobre a história do design e como isso pode nos ajudar não só a criar apresentações, mas a entender melhor a função do design, suas aplicações e também nos dará referências para seguir.

'TheConveyorOfDeath'BySmolyakovsky1933

 

Todo tipo de comunicação é feita dentro de um contexto. É preciso analisar os objetivos por trás do que se quer comunicar, para depois, pensar em como fazer isso. E essa é a parte difícil, saber como passar a sua mensagem da maneira mais eficiente e clara possível. O Construtivismo Russo, por exemplo, foi uma escola de design muito influente no século XX e é estudada até hoje. Ele foi criado na Rússia, na época da revolução, por volta de 1919. Como o objetivo era se comunicar com o povo, com os trabalhadores e incitá-los a seguir as causas da revolução, a mensagem tinha que ser simples e fácil de ser compreendida. Mas também tinha que passar força, poder e vontade.

 

7ace2a0b5a9b6bea48f58e97556c079a

Viu só? Não era apenas criar um cartaz, mas criar um cartaz que tivesse tudo isso dentro dele. A solução para a simplicidade foi o uso de letras sem serifa e formas geométricas. Tudo isso facilitava a compreensão do conteúdo. Já a força veio com ouso das cores vermelho, preto e branco, principalmente.

70c83bba7f284580f6f351588dd79bde

 

216a58c0a82a690f7de58b821e18c574

3540c948855b127eaa9bd282a472115c 09929cb047fcd5c518d64b6a1c67f239

 

 

 

Rodrigo Ventura
rodrigo@pipocamoderna.com

Sócio-fundador da Pipoca Moderna, colecionador de discos, apreciador de plantas, livros e churros.