Pipoca Moderna | O poderoso chefão das apresentações em slides
1307
post-template-default,single,single-post,postid-1307,single-format-standard,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

O poderoso chefão das apresentações em slides

Estava demorando pra sair um post com esse filme, não é verdade? Pois bem, Poderoso Chefão é uma das franquias mais famosas de todos os tempos e pode nos ensinar muitas coisas, como por exemplo, qual caminho você deve traçar para se tornar um chefão da máfia e o mais importante, como melhorar as suas apresentações em slides.

“Na mesa, não se discute negócios”. Era o que dizia o sábio Don Corleone quando algum dos seus filhos tentava falar sobre os negócios durante o jantar, pois esse era um momento sagrado com a família e isso tinha que ser respeitado. Porém, mudaremos um pouco a frase para o contexto das apresentações: “No palco, não discutimos apenas negócios”. Por mais que o foco da sua apresentação seja estritamente corporativo, cheio de gráficos e etc, ficar só na parte teórica vai torná-la chata e não vai motivar seu público. Uma boa ideia, é adicionar a ela uma história que comprove o que os gráficos mostram, que gere empatia, que emocione a plateia.

“Eu vou fazer uma oferta que eles não podem recusar”. Sua apresentação por acaso é assim? Você consegue tornar seus argumentos claros, envolver seu público e emocioná-lo a tal ponto que não aceitar a sua ideia se torne inconcebível? Para conseguir isso, você precisa traçar uma linha emocional da sua apresentação. Como? Analise todas as informações que você tem e que quer passar para as pessoas, coloque-as no papel, e organize-as simulando a reação do público ao ouvir cada uma delas. As menos impactantes, mais teóricas, vão no começo, e com o tempo você vai apresentando argumentos mais interessantes, conta aquela sua história, e quando sua apresentação estiver no auge emocional, você apresenta a sua ideia principal. Depois é só pensar num desfecho bacana, que geralmente é o call to action (chamado para a ação). Você pode precisar fazer uma ou duas apresentações para conseguir ajustar sua linha emocional perfeitamente, sentindo o feedback do público, mudando a ordem entre um argumento e outro aqui, acrescentar outro ali, mas seguindo essa lógica, uma hora você consegue.

Dava pra tirarmos infinitos ensinamentos de Poderoso Chefão, mas esses são alguns dos mais importantes. Saber mesclar teoria com emoção e tornar sua apresentação tão envolvente que não relevar o que você disse seja algo impossível. Com isso, você pode começar seu caminho para se tornar um grande chefão no ramo das apresentações.

Rodrigo Ventura
rodrigo@pipocamoderna.com

Sócio-fundador da Pipoca Moderna, colecionador de discos, apreciador de plantas, livros e churros.