Pipoca Moderna | Além de tudo J.J. Abrams sabe se apresentar
1357
post-template-default,single,single-post,postid-1357,single-format-standard,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

Além de tudo J.J. Abrams sabe se apresentar

Para aqueles fãs de Lost, Star Trek e agora Star Wars, o nome dispensa apresentações, mas para aqueles que ainda não o conhecem, J.J. Abrams é um dos caras mais influentes da cultura pop nos últimos anos. Sendo um dos criadores de Lost, dirigindo o último filme de Star Trek, e agora comandando a equipe do próximo filme de Star Wars, J.J. marcou presença no ramo do entretenimento. Encontramos uma palestra sua no Ted, e vendo que ele sabe se apresentar muito bem, vamos analisá-la aqui para vocês.

Saiba como falar sobre você

J.J. não se apresenta contando seu currículo, nem o porquê merece a atenção do público, ao invés disso ele fala sobre o seu avó e como ele o influenciou a fazer o que ele faz. Ao invés de gerar um distanciamento com a plateia contando como ele é genial e diferente das pessoas comuns, ele se aproxima, falando sobre seu avó, gerando uma identificação com o público. Todos temos pessoas importantes que nos influenciaram e nos ensinaram muito, fica difícil não se identificar, não é? Conte histórias pessoais, compartilhe algo com a plateia para que eles possam compartilhar algo com você também, faça com que se identifiquem.

Use os recursos disponíveis

Vejam como ele colocou vários vídeos, trouxe uma caixa para exemplificar do que estava falando, e soube como usar esses recursos para apoiar seu discurso. Embora pessoas achem que vídeos servem apenas para “encher linguiça”, usados da maneira certa, eles quebram um pouco a monotonia da fala do apresentador e servem como ótimos fundamentos. Como a cena de Tubarão, exibida por J.J. na qual ele mostra que o filme não se tratava simplesmente da caçada ao tubarão, mas sim, dos personagens, de seus sentimentos e etc.

Analogias

J. J. usa a caixa de mistérios para traçar sua analogia principal durante a apresentação. Ele conta que a caixa de mistérios é o que nos move na vida. O mistério é o que nos deixa curioso e nos faz seguir assistindo a uma série, um filme, ou acordar todas as manhãs para ver o que nos pode acontecer. Veja como coisas simples podem servir para gerar reflexões. De uma simples caixa J.J. demonstrou qual é a sua motivação.

Como já dito aqui, ver apresentações é muito importante para conseguir melhorar as suas. Está é ótima para se tirar algumas lições. Temos aqui no blog várias outras análises de discursos, portando continue lendo! E mesmo depois dessa ótima apresentação do J.J. eu continuo não gostando do final de Lost.

Rodrigo Ventura
rodrigo@pipocamoderna.com

Sócio-fundador da Pipoca Moderna, colecionador de discos, apreciador de plantas, livros e churros.