Primeiramente, qual é a importância de se fazer um roteiro? Nele, você conseguirá organizar a sua apresentação e dar a ela uma linha de raciocínio que faça sentido. Sem ter nenhum conteúdo de apoio é fácil esquecer alguns pontos importantes durante a apresentação ou falar tudo fora de ordem, deixando seu público confuso. Seguem aqui algumas dicas para te ajudar: Quais são seus argumentos? Se você quer fazer uma apresentação, certamente quer mostrar algo novo, um produto ou uma ideia. Por que as pessoas devem aceitar a sua proposta? Quais são seus argumentos? Coloque no papel todos os que você tem, e então trace uma ordem de importância. Qual será o seu Clímax? Clímax é o ponto alto da sua apresentação. É aquele momento no qual você apresenta o seu melhor argumento, o motivo pelo qual você acha que a sua ideia dará certo. Planeje quando ele deve ser...

Já ouviu falar de Jordan Belfort? Bem, ele chegou a acumular uma fortuna de 8 bilhões de dólares fraudando investidores e burlando o mercado de Wall Street nos anos 90, e hoje é inspiração para o filme O Lobo de Wall Street. Convencer era uma arte que Belfort dominava como ninguém. Tanto ao telefone com um cliente quanto em uma reunião com a sua equipe o cara fazia todo mundo cair na sua conversa. Vamos analisar aqui como ele fazia isso. Não a parte de fraudar investidores, mas de convencer pessoas…se bem que uma não exclui a outra. Prepare um roteiro. Organizar as suas ideias em forma de pauta pode ajudar você a articular um discurso coerente e mais envolvente. É claro que você não precisa decorar um texto gigante, mas sim, ter uma intenção de fala programada para não se perder durante a apresentação. Belfort criou um roteiro que...

Se durante uma conversa informal nós já ficamos analisando cada movimento da pessoa com a qual estamos conversando, tentando sacar mensagens subliminares, analisando a postura, gestos, entre outros, imagine durante uma apresentação onde você é o centro das atenções. Para te ajudar, resolvemos dar algumas dicas de linguagem corporal em apresentações. Analise o público: Nem sempre aquele cara todo certinho, engomado e com a voz impostada irá conquistar o público. Algumas vezes, ser mais despojado e mostrar-se confortável é o caminho mais fácil para a aceitação. É claro que apresentações corporativas mais formais requerem uma postura mais profissional, mas não force nada, seja natural acima de tudo. Para onde você quer que eles olhem? Se o seu objetivo é que o público preste atenção em você, faça com que isso aconteça. Mantenha contato visual, se movimente moderadamente para chamar a atenção, fale com eles e não para eles. Caso queira...

Existem certos fatores que fazem de uma pessoa um apresentador de sucesso. Conseguir convencer o público, surpreendê-lo de alguma forma e fazer com que ele adote seus ideais são alguns deles. Imagine então, convencer pessoas a baterem umas nas outras em um galpão sujo, largarem seus empregos e suas vidas para serem chamados de macacos espaciais, explodirem prédios de companhias de cartões de crédito, urinar em sopas de buffets aleatórios e viverem exclusivamente em prol de uma causa que você considera correta. Pois é, foi o que Tyler Durden, em Clube da Luta, fez apenas com o poder da palavra. Talvez a forma com que ele concretizou tudo isso seja um tanto quanto questionável, mas o que vale são seus métodos, que serão dissecados aqui e então mostraremos como aplicá-los em suas apresentações. Surpreenda seu público. Faça algo diferente, torne sua apresentação dinâmica. Quando o público participa...