Author: Eduardo Brunetto

Um filme que ficou famoso por todas as reflexões sociais e pessoais que traz consigo, Na Natureza Selvagem, além de nos ensinar que ir sozinho para o Alasca sem conhecer técnicas de sobrevivência não é lá uma ótima ideia, pode nos ensinar muitas coisas sobre apresentações profissionais. Não siga o óbvio. Não vá começar sua apresentação falando a missão e os valores da empresa, e então passar para os relatórios e gráficos sem graça. Fuja do óbvio, tente tomar algum outro caminho para apresentar suas ideias que não seja os tradicionais. Esses métodos são os responsáveis por tornar apresentações chatas e desinteressantes. Siga seus instintos, faça algo completamente original, sem pautar-se nos padrões, mas sim, na inovação. Só assim sua apresentação vai conseguir se destacar das demais. Christopher McCandless por exemplo, não querendo seguir o modelo clássico de vida, que é ir pra uma faculdade, se formar, trabalhar,...

Hoje falaremos sobre o improviso em apresentações. Essa técnica que é muitas vezes mal compreendida por ser confundida com despreparo. Porém, é na verdade, uma arma poderosa para aqueles que sabem usá-la. Até porque o bom improviso vem de muito estudo, experiência e o mais importante, visão. Vamos aqui discorrer alguns argumentos que podem fazer você mudar de opinião em relação ao assunto. Não dá pra prever tudo o que vai ocorrer durante a sua apresentação, certo? Por mais que você tenha na sua pauta uma série de respostas prontas para prováveis perguntas da plateia, algo totalmente inusitado pode acontecer. E vai acontecer. Não digo só em relação a perguntas, mas algo ainda mais importante, as reações que a plateia pode ter. Na nossa cabeça está tudo certinho: “agora eles vão rir”, “nessa hora vou tentar tocá-los emocionalmente” e etc. Mas na prática, as vezes nossas...

Adaptado das icônicas histórias em quadrinhos de Frank Miller, vemos sair nos cinemas a continuação da franquia Sin City. Nada como rever Marvin, as gangues e as histórias que a cidade do pecado tem para nos contar. Mas o mais importante é: o que podemos aprender sobre apresentações em PowerPoint com Sin City? Menos é mais. Apenas reforçando que para obter um design satisfatório para a sua apresentação, ser minimalista, não abusar das cores, ou pelo menos sem saber como abusar delas, manter pouco texto na tela e ter uma animação sutil é quase sempre a melhor opção. Em Sin City, vemos um filme inteiro em preto e branco, com somente algumas cores que aparecem de vez em quando em momentos específicos, devido as influências do quadrinhos. Ao ouvir isso, você pode achar que o filme perde no quesito visual por não usar de mais cores, mas ao...

Damos dicas e mais dicas sobre como conquistar seu público, mas nunca comentamos qual é a verdadeira importância das apresentações. Antes de aprendermos mais qualquer coisa sobre técnicas de apresentações, iremos entender porque elas são assim tão necessárias. Existem mil formas de passar uma mensagem. Muitas delas mais práticas que apresentações, como um vídeo por exemplo. O vídeo não deixa de ser uma forma de se apresentar, mas vamos considerar aqui o modelo clássico de apresentações: orador e plateia. Porém, um ponto no qual um vídeo ou qualquer outra mídia nunca conseguirá se igualar com as apresentações é no estabelecimento de uma verdadeira conexão humana. Tudo bem, nós nos emocionamos e nos identificamos ao ver um filme ou ler um livro, mas é quando alguém sobe no palco e consegue te envolver com suas palavras, argumentos e fundamentos que filosofias são adotadas, religiões abraçadas e produtos...

Um dos filmes mais icônicos de Martin Scorsese, Taxi Driver, além de estimular uma onda de moicanos na época que foi lançado, pode nos ensinar muitas coisas sobre apresentações, por incrível que pareça. Insista na sua ideia. Você tenta, apresenta para dezenas de pessoas, corre atrás, mas nada de alguém comprar seu projeto, te impulsionar, investir em você e o que parecia ser uma ideia revolucionária e inovadora, começa a balançar na sua concepção. Mas se acalme caro leitor, apresentações algumas vezes levam tempo para se estruturarem. O segredo é você sempre testar novas técnicas e formas de se apresentar com clientes diferentes, coletar o que vai dando certo e montar uma nova apresentação. Pense nela como um Frankenstein, um braço daqui, uma perna acolá, a cabeça você achou na rua, e tcharam! Surgiu uma nova apresentação. O que você não pode fazer é ficar preso a um modelo que...

Que a maioria das apresentações em PowerPoint que vemos por aí são um lixo, não é novidade pra ninguém. Muitas vezes elas até têm um conteúdo bem estruturado, uma linha de raciocínio convincente, e um design satisfatório, mas mesmo assim, você deu aquela pescada enquanto o apresentador falava. Como, de uma vez por todas, poderemos acabar com os bocejos, tirar aquele olhar perdido do fundo da sala e direcioná-lo pra você, entreter e ao mesmo tempo informar o público durante a nossa apresentação? Criando uma experiência. Vamos aprender como fazer isso. Ambientação. Pra começar, onde será a sua apresentação? Em uma sala de reuniões sem graça? Em um auditório? Seja onde for, saiba preparar um clima especial, apostar numa luz diferente, decorar a sala com objetos relacionados ao tema do qual você vai tratar e etc. Dessa forma, quando a pessoa chegar para assistir a sua...

Um filme que fez muito sucesso por mostrar uma criança de 12 anos que teve sua família inteira assassinada, conheceu um assassino profissional e com ele, tentou apreender sua profissão, O Profissional, estrelado por Jean Reno e Natalie Portman, além de tudo isso, pode nos ensinar muito sobre apresentações, nos tornado verdadeiros profissionais no assunto. Busque fundamentos palpáveis para seu público. Uma das partes mais importantes de uma apresentação é a sua fundamentação. Todos nós podemos ter ideias mirabolantes e aparentemente geniais, mas fazer pesquisas e encontrar exemplos concretos de que elas realmente podem dar certo, não é pra qualquer um. Tentar montar exemplos imaginários e contar com a abstração do público pode fazer você soar utópico, então apresente suas ideias sem medo da rejeição, e depois do choque inicial, mostre alguma aplicação cotidiana, um exemplo real ou algo do tipo. Como um exemplo de como as coisas podem dar errado...

Sabe aquele efeito que você gostava de colocar nas suas apresentações de escola, no qual as letrinhas apareciam girando na tela e você se sentia um verdadeiro gênio da tecnologia? Então, esse efeito, que serve para passar de um slide para outro, é o que chamamos de animação em apresentações. Essa é uma parte muito importante na apresentação, pois ela organiza a ordem de entrada das informações na sua tela, conduzindo ao olhar da audiência para onde você quer. A intenção desse post é te mostrar o que é uma apresentação bem animada, o que é recomendável fazer e o que não é. Sutilidade Isso deve definir a animação da sua apresentação. Aquela ideia de colocar as letrinhas girando era legal só nos tempos de escola, agora, discrição é essencial para a animação da sua apresentação. Entenda o porquê disso. A animação serve para suavizar a transição...

Estava demorando pra sair um post com esse filme, não é verdade? Pois bem, Poderoso Chefão é uma das franquias mais famosas de todos os tempos e pode nos ensinar muitas coisas, como por exemplo, qual caminho você deve traçar para se tornar um chefão da máfia e o mais importante, como melhorar as suas apresentações em slides. “Na mesa, não se discute negócios”. Era o que dizia o sábio Don Corleone quando algum dos seus filhos tentava falar sobre os negócios durante o jantar, pois esse era um momento sagrado com a família e isso tinha que ser respeitado. Porém, mudaremos um pouco a frase para o contexto das apresentações: “No palco, não discutimos apenas negócios”. Por mais que o foco da sua apresentação seja estritamente corporativo, cheio de gráficos e etc, ficar só na parte teórica vai torná-la chata e não vai motivar seu público....

Louie é um seriado um tanto quanto diferente dos demais. Estrelado, dirigido e escrito pelo comediante Louis C.K, a série retrata crônicas cotidianas desse personagem criado por Louis (uma versão dele mesmo) que vive as situações mais estranhas e improváveis por Nova York. Vamos tentar aprender com Louie algo sobre apresentações profissionais. Seja diferente. Não estou falando apenas sobre apresentar um conteúdo novo e revolucionário, mas sim de dar a ele a sua cara. Não adianta ficar usando exemplos forçados, com os quais você não tem a mínima afinidade, ficar lá na frente, estático, nervoso, tentando escolher palavras que passam para as pessoas algo que você não é. Minha dica aqui é, a originalidade da sua apresentação consiste em ela ser a sua apresentação. Use exemplos sobre assuntos que você gosta, tanto músicas, quanto filmes, ou seja lá o que for. Seres humanos não são iguais, explore suas individualidades,...