Para que servem os slides?

Para que servem os slides?

Aqui no blog, a gente já falou sobre a história das apresentações, porém não focamos em um assunto muito importante e que é vital nessa linha do tempo: os slides. É só vendo como, porque e da onde alguma coisa surgiu para conseguirmos compreender a sua real função. E essa é a intenção do post de hoje, explicar para que servem os slides da sua apresentação.

Como dito no post sobre a história das apresentações, as pessoas sempre se apresentaram. Na Grécia e em Roma, as pessoas apresentavam suas ideias, seus pontos de vista e todas suas filosofias sem nenhum tipo de apoio visual. Nas ágoras ou no senado, a todo momento você tinha alguém dando sua opinião sobre algum assunto sem nenhuma tela de PowerPoint por perto. Isso fazia das apresentações deles piores que as atuais? Não necessariamente. Por saberem que só tinham suas palavras como suporte, eles se concentravam em construir um discurso incrível. Já hoje, com slides que guardam tudo o que as pessoas tem que falar, a maioria não se preocupa em criar ganchos entre os assuntos percorridos e criar uma linha de raciocínio precisa, tanto para não esquecer do conteúdo quanto para facilitar as compreensão do público. Qualquer coisa, tá tudo ali no slide. Pra que a dor de cabeça?

E então, muito tempo depois, em meados do século XVII, o astrônomo holandês Christian Huygens, fez as primeiras descrições de um equipamento que te uma origem incerta: a Lanterna Mágica.

lanterna-magica

Lanterna Mágica (https://kinodinamico.files.wordpress.com/2010/05/lanterna-magica.jpg)

Esse equipamento projetava uma imagem desenhada em uma tela de vidro. Para isso, utilizava uma vela, um espelho côncavo, um pedaço de vidro, onde seriam desenhadas as figuras, e uma lente que cuidava da parte da ampliação da imagem. Ai começaram os apoios visuais. A ilustração da fala de uma maneira mais prática.

Em 1853 surgiu a Lanterna Vertical, criada por Edmond Becquerel, que é bem semelhante ao retroprojetor. A diferença é que o retroprojetor usa uma lâmpada ao invés de uma vela, como era o caso da Lanterna Vertical.

E em 1960 a Kodak lança o Carrossel, um projetor de slides mesmo. A diferença é que nesses casos, as pessoas costumavam usar apenas imagens para serem projetadas durante a apresentação. Ou seja, a função dessas invenções tinha sempre um apelo visual.

file

Carrossel da Kodak (http://www.foto-markt.de/bilder/2013/November/7598au3-DSC_0001.JPG)

Porém, com o surgimento do projetor digital e do PowerPoint, a função inicial dos slides se perdeu. Eles se tornaram muito mais parecidos com documentos, cheios de texto. Quando na verdade, a sua função é apenas ilustrar e sustentar a fala do apresentador. Mas o erro não está na ferramenta PowerPoint, e sim na forma como ela vem sendo usada. Slides devem ser o sustento visual da sua apresentação e não o formato escrito dela.

Eduardo Brunetto
du@pipocamoderna.com