Pipoca Moderna | Em apresentações em PowerPoint, só se apresentar é pouco
1316
post-template-default,single,single-post,postid-1316,single-format-standard,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Em apresentações em PowerPoint, só se apresentar é pouco

Que a maioria das apresentações em PowerPoint que vemos por aí são um lixo, não é novidade pra ninguém. Muitas vezes elas até têm um conteúdo bem estruturado, uma linha de raciocínio convincente, e um design satisfatório, mas mesmo assim, você deu aquela pescada enquanto o apresentador falava. Como, de uma vez por todas, poderemos acabar com os bocejos, tirar aquele olhar perdido do fundo da sala e direcioná-lo pra você, entreter e ao mesmo tempo informar o público durante a nossa apresentação? Criando uma experiência. Vamos aprender como fazer isso.

Ambientação. Pra começar, onde será a sua apresentação? Em uma sala de reuniões sem graça? Em um auditório? Seja onde for, saiba preparar um clima especial, apostar numa luz diferente, decorar a sala com objetos relacionados ao tema do qual você vai tratar e etc. Dessa forma, quando a pessoa chegar para assistir a sua apresentação, ela vai se sentir deixando o “mundo comum” e embarcando em um ambiente novo e desconhecido. Isso desperta o interesse e também comove o público, que se sente especial por receber um tratamento diferente mesmo que seja na decoração.

Você impressiona o público em algum momento da apresentação? Impressionar no sentido mais físico mesmo, não apenas com seus argumentos, mas com imagens que os faça rir, com uma dinâmica, ou até mesmo com alguma atitude sua. Dinâmicas e exercícios, geralmente ajudam a construir uma experiência mais participativa, e fazem com que o público se sinta parte da apresentação. Risadas são sempre positivas, porque elas quebram o gelo, então, porque não colocar alguma foto engraçada referente ao assunto do qual você está falando, nem que seja para fazê-los rir um pouco? Por mais apelativo que soe, funciona. E em relação a atitudes, sei que esse exemplo é clichê, mas lembram do Steve Jobs tirando o novo MacBook Air de um envelope? Pois é, é bem disso que eu estou falando. Um outro exemplo muito interessante, é o da apresentação de Benjamin Zander, no qual o maestro para despertar a emoção do público, pede para que as pessoas da plateia pensem em alguém que eles amem muito, mas que não esteja mais nesse mundo. Então, ele toca uma bela música de Chopin. É incrível, vale a pena assistir aqui!

Esse texto foi muito inspirado na Palestra Jazzmistificando Apresentações que a Pipoca fez recentemente. Para aqueles que vieram, repararam no ambiente decorado na temática do Jazz e como isso criou uma atmosfera muito diferente? Ou nas interações da palestrante com o público, que despertavam risadas, e um feedback direto, gerando assim uma experiência! Aproveitando a deixa, teremos outra palestra no dia 09/10, procure mais informações aqui! . E faça sua inscrição aqui! Torne sua apresentação memorável seguindo nossas dicas.

Eduardo Brunetto
du@pipocamoderna.com