Pipoca Moderna | Análise de discurso de Seth Godin
1279
post-template-default,single,single-post,postid-1279,single-format-standard,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-15.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Análise de discurso de Seth Godin

Que estamos vivendo em um mundo onde temos cada vez menos tempo e a cada dia, uma maior quantidade de escolhas para fazer, todo mundo sabe. A novidade trazida por Seth Godin em sua palestra, é como um produto, ou uma ideia nova, consegue se destacar dentro dessa realidade. Vamos aqui analisar o discurso de Seth Godin e qual linha de raciocínio ele usa para chamar atenção do seu público.

Use um exemplo comum

Quem nunca ouviu falar de pão fatiado? É exatamente contando a história de seu inventor, Otto Rohwedder, que Seth introduz o assunto do qual vai falar. Exemplificando o fracasso do inventor, ele torna mais tangível sua tese, de que não adianta nada seu produto ser inovador se as pessoas não souberem que ele existe e não terem vontade de comprá-lo. Busque dar um exemplo simples e cotidiano para introduzir um assunto complexo.

Analogias

Por mais boba que possa parecer, uma simples analogia é muito útil em uma apresentação. Veja o exemplo das vacas dado por Seth. É risível, mas muito eficaz. Realmente, ninguém fica impressionado ao ver uma vaca, todos já vimos uma vaca na vida, mas uma vaca roxa, é novidade. É fácil entender o que ele quer dizer com isso. As pessoas precisam ser marcadas por um produto ou por uma ideia para se lembrarem dele, é necessário destacá-lo da maioria. Use analogias e torne as coisas mais simples.

O que você tem para acrescentar para quem está te ouvindo?

Ele contextualiza nossa realidade, diz que um produto precisa se destacar, mas como fazer isso? Trabalhando com as áreas de risco, criando verdadeiros “otakus”, pessoas fieis a sua marca, que irão espalhá-la pelo seu ciclo de amizades. Mas porque ele não disse isso desde o começo? É preciso entender que antes de você apresentar seu clímax (sua ideia principal) você precisa construir uma base argumentativa que o sustente. No caso dele, uma explicação sobre a falha da invenção do pão fatiado e da problemática tempo x escolhas que a nossa sociedade contemporânea enfrenta. Isso tudo justifica a tese de apostar em públicos mais arriscados, para alcançar uma maioria.

Fundamente

Por mais que a proposta de Seth faça sentido dentro do cenário em que ela foi apresentada, o público pode não comprá-la sem ver nenhuma prova de sucesso concreta. Então, busque sempre mostrar exemplos em suas apresentações. No caso dessa palestra, Seth citou a Apple, que foca nos seus maiores fãs, faz produtos para eles, e a partir disso, a empresa ganha proporção. Com um exemplo como a Apple, fica difícil discordar do cara, não é verdade?

Essas 4 dicas podem ser usadas para qualquer tipo de apresentação. Temos mais alguns posts sobre análises de discursos aqui no Blog, como esse de Ken Robinson, a palestra mais assistida no site do Ted, e este de Daniel H. Pink. Para aprender a se apresentar melhor, é preciso buscar referências e assistir diversas apresentações. Esperamos ter ajudado você com essas dicas.

Eduardo Brunetto
du@pipocamoderna.com